A partir de hoje vou começar a contar a trajetória da minha vida gamer. Afinal são quase 30 anos de histórias, games, videogames, boas lembranças, amigos, dicas, locadoras, revistas e tudo mais. Sempre fui uma pessoa com uma memória pequena para certas coisas e gigante para outras e videogames entram justamente na segunda opção. Então começaremos com o clássico Atari, o primeiro videogame que apareceu em Santos-SP na Avenida Afonso Pena 691 apartamento 05 de uma família linda, feliz e que sempre estará junta não importa a distância

O COMEÇO                                                                                                      

            Onde morava – Santos-SP

Eram os gloriosos anos 80 e um garoto miúdo, tímido, quieto, com cabelo bagunçado, vivia maior o seu maior tempo dentro de casa em seu quarto, fazendo histórias de ninjas contra monstros, lendo quadrinhos, brincando com seus comandos em ação, espadas, armas, carrinhos, SOS Comandos, e vendo desenhos na TV… Essa era o euzinho – o Ivo na sua infância. Tinha dias que fazia meu quarto uma peça teatral com direito a verdadeiras sagas ninjas com histórias que só a infância pode criar, mas algo veio adicionar mais alegria na infância do Ivo – o Atari 2600. Apesar de ser o primeiro videogame a jogar (adorava jogar ele!) admito que não foi meu predileto, mas ainda sim foi o pioneiro a me levar para um mundo de jogatinas, aventuras, controles, amigos e muito mais.

Na verdade não consigo me lembrar quando exatamente meu pai (João Carlos) comprou o Atari ou se foi meu irmão (Wagner) que ganhou de presente. Mas a lembrança mais antiga que tenho é de me sentar no quarto da minha mãe e jogar ele. Sim, o quarto da minha mãe era onde ficava a TV para essas jogatinas, afinal a da sala era para Globo, novelas, Sílvio Santos, futebol do meu pai. E caso tenta-se ligar o videogame lá… iria ouvir: Ligar o videogame nessa TV pode estragar!! … Aquele velho papo de mãe e pais dos anos 80 e 90.

Mas voltando as lembranças do Atari… era 1987 e lá estava eu no quarto da minha mãe jogando ele e mais especificamente o game Galaxian. Por sinal ele é bem famoso nos Arcades dos anos 80 e foi portado para o Atari. Era game que adorava e um dos poucos jogos que conseguia uma grande pontuação (afinal eu só tinha 6 anos!). Me lembro de um dia que bati meu própio recorde nesse game com 38 mil pontos, perto de um almoço e que minha mãe estava fazendo macarrão (eu amava macarrão!).

”Macarrão e videgoames não tem nada melhor!”

…………..

                      Galaxian de Atari  

Engraçado que não não via aqueles inimigos com naves alienígenas e sim como “mosquinhas“… Sim, imaginava que eram “mosquinhas” e não naves alienígenas querendo invadir a Terra.A mente de uma criança é sempre criativa, né?! No começo era minha mãe que ligava o Atari na TV, porque justamente não sabia ligar e existiam “milhões” de coisas para uma criança de 6 anos liga-lo: os cabos, caixinha seletora, fonte na tomada, controles e etc. Mas de tanto ver ela fazendo isso acabei aprendendo sozinho. Vocês lembram da caixinha seletora que ligava atrás da TV? Tinha sempre que ligar ela atrás da TV. Outro detalhe que era obrigação em casa, quando terminasse de jogar de colocar tudo em uma caixa e guardar embaixo da cama da minha mãe (minha mãe pega no pé com bagunça até hoje!). Posso dizer que foi um belo aprendizado instalar o Atari para jogar, aprendi sobre as voltagens de 220V e 110V na minha cidade, mudar os canais, ligar os fios… e que no final também serviu para ligar meus futuros consoles. Ahh! Sobre organização também >..< Eu sou muito chato com bagunça!

.

AMIGOS E FAMÍLIA                                                                                        

            Ivo com 8 anos

Eu era muito tímido (ainda sou!) e tinhas poucos amigos nessa época, mas com o tempo ganhei um amigo que alias tenho contato até hoje – o André (Cabeção como chamamos!) que morava no mesmo prédio e virou meu colega de jogatina por várias gerações de console. Ele também tinha um Atari e jogava muita coisa comigo, tanto na casa dele como na minha, mas ele sempre “se saia melhor ” nos jogos hahahahaha XD Justamente por ser mais velho e ter mais coordenação que euzinho aqui (Jamais direi que ele é melhor!). Me lembro dele jogando o game futebol comigo e me goleando várias vezes, mas no Galaxian eu era melhor, apesar de ele não jogar muito. Os jogos que mais jogávamos eram: Enduro, Declathlon e Asteroides (ele era fera no Asteroides!). Jogávamos de dois jogadores uma game que tinha dois personagens a tela ficava subindo e você tinha que descer o mais rápido possível para não morrer… Mas o problema era que tudo é um labirinto. É o único game que não consigo me lembrar o nome.

”Quebrar Controle com Declathon!”
…………..

        Controle Atari Quebrado

Outro amigo que ganhei com o tempo foi o Márcio que era um cara mais velho (tinha o dobro da nossa idade!) e também morava no mesmo prédio e que no final jogou Atari comigo e o André várias vezes. Uma das lembranças que tenho é que ele destruiu um controle de Atari jogando Declathlon, que era do André (imagina a cara dele na hora?!). Mas quem nunca destruiu um controle de Atari jogando Declathlon?

Outro lugar que também jogava Atari era na casa da minha vó Ermezinda ou como chamávamos de vó Gorda e junto com minha tia Vera (que morava com ela!). Minha tia Vera jogava bastante Atari na época (ela também tinha!) e principalmente o Frostbit. Vou falar a verdade, não gostava muito do Frostbit, por ser muito difícil para mim na época. Eu tinha muito isso, achava que não era bom em um jogo, dizia que não gostava dele e ainda mais porque naquela época o importante era fazer pontos (não existiam jogos com finais!) e minha pontuação era sempre a pior (Eu tinha só 6 anos tá!!). Claro que isso com o tempo mudou, mas foi em outros consoles.

                                Casa da minha Vó Gorda

Sobre meu irmão? Eu não jogava muito com ele nessa época, na verdade só viemos a jogar juntos no Master System (que vou contar a história outro dia!). Mas lembro que um dos jogos prediletos dele era o Tarzan. Por sinal ele achou esse jogo (chip) na rua e trouxe para casa e para nossa surpresa era o jogo do Tarzan funcionando direitinho. Na verdade esse jogo se chama Jungle Hunt e foi feito para famosa e querida Taito.

                      Meu irmão Wagner

        ”Meu irmão teve um NES”…………..

E assim foi o início da minha “vida-inicial-social” com amigos e videogames. Você ainda pode perguntar se no colégio onde estudava não tinha pessoas que jogavam Atari? Afinal todo mundo tinha um amigo do colégio que jogava… na verdade não conheci ninguém nessa época que gostava de Atari e só fui conhecer uma galera legal de colégio na 2º série (muitos são amigos até hoje!) que jogavam exatamente o videogame que tinha (próxima história). Então esse tempo só vi realmente minha família o André e o Marcio jogando Atari.

OUTROS JOGOS, CCE ATARI E CURIOSIDADES                                         

Eu tinha vários outros jogos de Atari, que meu irmão e pai tinham comprados (fica tudo em uma caixa de sapado!) e o mais famoso dentro de casa era o Polícia e Ladrão (Keystone Kapers). Era um jogo bem difícil por sinal, alias qual é o jogo de Atari que não era difícil? Além do Galaxian e Polícia e Ladrão joguei: Enduro, Adventure, Sexta-Feira 13 (Halloween), Esconde Esconde (Sneak’n Peek), Gelinho (Frostbit), Asteroides, Missile Command, Pitfall, Spiderman, Velho Oeste (Outlaw), River Raid, Dragão (DragonFire), Boxe (Boxing), Sapinho (Frogger), Megamania, Smurfs e outros que minha mente não permite lembrar.

      Atari CCE – SuperGame

Eu também tive depois de um tempo o Atari CCE. Não consigo me lembrar porque compraram outro Atari, não sei se foi porque quebrou ou alguma outra coisa, mas esse era o modelo (foto ao lado!). Engraçado que sempre tentei achar esse modelo em fotos e nada… mas só hoje achei a fotinha dele e ele se chama na verdade de Supergame. E nessa mesma época meu tio Ruy (irmão da minha mãe) tinha comprado Odyssey e deixou ele algumas semanas em casa. Foi outro console que joguei um pouquinho, que gostava nele era o designer e a caixa =)

”Atari CCE? Não! É SUPERGAME”

Como você deve ter percebido ao decorrer do texto a maioria dos jogos citados tem nomes diferentes do original. Como por exemplo o Keystone Kapers de Polícia e Ladrão… Mas na sinceridade acho isso super divertido até hoje e são peculiaridades de quem viveu essa época vai entender.

1) Enduro = Jogo do Carrinho
2) Froggy = Jogo do Sapinho
3) Halloween = Sexta-Feira 13
4) Keystone Kapers = Polícia e Ladrão
5) Tarzan = Jungle Hunter
6) River Raid = Jogo da Navinha
7) Outlaw = Velho Oeste
8) Frostbit = Gelinho
9) Sneak’n Peek = Esconde Esconde
10) Missile Command = Jogo dos Raios

E tantos outros… se você lembra de algum ou falava algum escreve nos comentários.

O FINAL                                                                                                      

Atari foi o primeiro videogame que tive a oportunidade de jogar, não são tantas histórias perto de outros que tive e em breve vou escrever, mas ainda sim sou um felizardo por ter tido a oportunidade de jogá-lo. Lá se vai quase 30 anos de lembranças desse console na minha vida e até hoje não tenho ele não minha coleção, mas em breve vou ter. E com isso fico por aqui na primeira parte da Minha Vida Gamer – Parte 1.

Related Posts
www.000webhost.com