Fala galera da Locadora Resident Ivo! Estamos de volta e agora para falar nada menos que Star Fox 2 de Snes ou melhor dizendo do Mini Snes. Claro, aposto que você vai estar dizendo: Ivo, se tá maluco? Não vou conseguir comprar esses Mini Snes aqui e nunca no Brasil!!! Mas fique tranquilo meu amigo! Aqui na locadora a gente dá um jeito sempre de você jogar aquele game que nunca conseguiu (No final do texto tem a surpresinha para você!!).

Mas voltando! Star Fox 2 voltou como uma surpresa para quem vai ter o Mini Snes e isso agradou milhares de fãs que sempre esperaram esse game nos anos 90 e nunca viram ele ser lançado. E anos atrás eu tinha escrito um review justamente sobre Star Fox 2 e estou postando ele completinho aqui para quem nunca jogou essa pérola de Snes e quer saber mais sobre. Então bora lá comigo em Star Fox 2!

Star Fox 2                                                                                                         

A minha história com Star Fox 2 começa logo quando terminei Star Fox. A euforia de jogar aquele game espacial tridimensional para o SNES tinha passado e logo começaram a surgir conversas sobre um novo Star Fox. Em março de 1995 a notícia finalmente se concretizava e virou capa de uma das maiores revistas de games do país, a fabulosa Super Game Power. A manchete de capa já dizia: “STAR FOX 2 – A RAPOSA VAI VOLTAR”.

Nem preciso dizer que foi uma das revistas mais inesquecíveis da minha singela vida gamer. Ela vinha repleta de informações sobre a nova aventura da raposa e acredito que todos os fãs de Star Fox ficaram empolgados com a notícia do lançamento. Infelizmente tudo não passou de ilusão, pois ao mesmo tempo em que a expectativa crescia no aguardo da data de lançamento, notícias ficavam mais escassas e todos perguntavam: “Onde está Star Fox 2“? O último prego do caixão foi martelado quando anunciaram o próximo console da Nintendo, o até então Ultra 64, que viria a se chamar Nintendo 64. Nesse momento soubemos que Star Fox 2 nunca seria lançando para o Super Nintendo, e ali morria a minha esperança de jogar este que poderia ter sido uma incrível continuação do jogo de nave mais inesquecível que conheci. Para meu consolo, anos depois foi lançado o Star Fox 64 que em breve vai ter um tratamento de gala aqui no Retroplayers. Mas voltando, mesmo sem ser lançado, a curiosidade atravessou os anos na minha mente, sobre o porquê de a Nintendo ter cancelado Star Fox 2. E graças ao fator “internet” (algo que não tínhamos antes) eu finalmente descobri o motivo.

A verdade sobre o cancelamento de Star Fox 2                                        

Existem várias teses que falam sobre o cancelamento do jogo, mas a verdade é que ele foi cancelado indiretamente por causa do Nintendo 64. O ciclo de vida do Super Nintendo já estava no final em meados de 1995, e o anúncio de um novo console era cada vez mais concreto, mas ainda assim a Nintendo queria lançar alguns grandes jogos para dar uma “sobrevida” ao aparelho. Tudo estava pronto e as notícias sobre Star Fox 2 e seu novo chip SUPER FX2 estavam nas principais revistas americanas como a EGM e EDGE, mas por algum motivo obscuro (na época) ela acabou deixando de lançar o game. O principal motivo desse cancelamento foi este iminente console sucessor e sua tecnologia 3D: a Nintendo achou que os jogos tridimensionais para Super Nintendo de alguma forma diminuiriam as expectativas ou até inibiriam a novidade da tecnologia 3D no Nintendo 64. Afinal, pouco mais de um ano separaria o lançamento de Star Fox 2 do novo console da empresa. Em uma entrevista com o programador de Star Fox 2 Dylan Cuthbert ao site Emulatorium.com, ele comentou sobre o fatídico cancelamento. Confira o pronunciamento nessa RetroTradução meia-boca (feita pelo Sabat):

Emulatorium: O que aconteceu com Star Fox 2? Por que foi cancelado ainda em desenvolvimento? No final das contas, os motivos foram relacionados a  Star Fox 64?

Dylan: Star Fox 2 foi totalmente concluído. Eu era programador principal, e enquanto Giles (Giles Goddard, designer e programador americano da Nintendo) concluiu Stunt Race FX, nós e o resto da equipe original de Star Fox resolvemos  transformar o próximo título da franquia em um jogo de tiro 3D completo. Utilizamos para isso algumas técnicas de clipping novas (que só foram vistas posteriormente em jogos como Crash Bandicoot 2 e 3) para criar alguns efeitos bastante espetaculares (para a época).

A razão para o cancelamento do título foi o iminente Nintendo 64, que devido à concorrência, foi destinado a ser lançado muito mais cedo do que o planejado. Miyamoto havia decidido que queria um bom espaço de tempo entre o lançamento de algum jogo 3D no SNES e no novo e poderoso console da empresa, e se ele tivesse permitido o lançamento de Star Fox 2, isso não seria possível, pois só haveria pouco mais de um ano até a chegada do N64. Mas aprendizagem é sempre assim mesmo. Star Fox 64 incorporou um monte de idéias novas que nós criamos em Star Fox 2, mas isso não fez, na minha opinião, o papel de elevar o gênero a um novo nível. Star Fox 2 realmente teria uma direção bem diferente de gameplay.

De um modo ou de outro, acho que o lançamento de Star Fox 2 jamais causaria qualquer tipo de impacto quanto à chegada d0 do Nintendo 64, seja positivo ou negativo. Foi uma das ideias que mais contesto da Nintendo até hoje, tirando o seu novo console WiiU, mas isso é assunto para outra ocasião.

Star Fox 2  em Emuladores?                                                                         

Ao mesmo tempo em que por meio da internet acabei conhecendo o real motivo do cancelamento do Star Fox 2, ela também trouxe algo inovador e muito bom para os amantes de games: os emuladores (programas que simulam consoles no computador). Jogar de forma gratuita a que nunca tivemos acesso, games japoneses que só vimos em revistas, jogos obscuros, de consoles que nunca chegaram ao Brasil etc., faziam e ainda fazem a alegria de muitos gamers possuidores de computadores. E foi justamente nessa onda crescente de emuladores que uma notícia mexeu ainda mais com a cabeça dos gamers: um frequentador de um famoso site de emulação anunciou que tinha em mãos a rom do jogo Star Fox 2, e iria publicá-lo online para que todos pudessem finalmente jogar a real segunda aventura da raposa estelar nos respectivos emuladores da época. Nem preciso dizer que essa notícia balançou os “pilares da emulação” e rapidamente se espalhou em tudo que era site e fórum gamer existente. O game foi realmente liberado pelo usuário em meados de 2002, mas infelizmente o que nem todos esperavam, é que ele estava totalmente em japonês, e consistia em uma versão não finalizada do jogo. Descobriu-se mais tarde que essa versão é a mesma que foi publicada nas principais feiras eletrônicas da época (E3CES) para divulgação do game, a mesma que serviu de fonte para fotos e reportagens na época.

E obviamente alguém a roubou e guardou até ser vendida a esse usuário, que resolveu publicar na internet. De qualquer forma, mesmo sendo uma versão inacabada de Star Fox 2, pudemos aproveitar, analisar e concluir que se tratava de um jogo espetacular e revolucionário para os padrões vigentes. O jogo era tão à frente da sua época que realmente percebemos o “medo” da Nintendo em relação à tecnologia do iminente N64 (mas ainda continuo discordando disso!) por causa de inovações (tanto que a maioria das ideias implantadas ali foram utilizadas em Star Fox 64) e cia. Apesar de tudo, esse não era o fim da história de Star Fox 2. Após dois anos da divulgação da rom na internet, um grupo de fãs resolveu ir mais longe: eles criaram um PATCH que traduzia o jogo para o inglês, corrigia alguns bugs daquela versão beta, e de quebra emendava os buracos na história. O PATCH de correção foi lançando em 2004, e quando aplicado, ele deixava o game 98% completo, em inglês e sem qualquer bug que atrapalhasse a jogatina. Para alegria daqueles que sonharam em jogar esse game, ali estava Star Fox 2, que não era mais um lenda e sim uma realidade. Mas mesmo assim eram 98% e sempre ficou aquele gostinho amargo no fim… até ele ser lançado agora para felicidade de todos.

História                                                                                                             

O sistema Lylat estava em paz após a derrota de Andross no planeta Venom, eventos acontecidos no primeiro Star Fox. Todos achavam que o vilão havia sido destruído, mas a verdade é que ele tinha conseguido escapar com vida, e durante o tempo em que se manteve oculto e a paz reinou no sistema Lylat, Andross estava trabalhando na criação de novas criaturas bélicas muito mais fortes que as anteriores. Ele também recrutou quatro pilotos mercenários que formavam uma equipe chamada Star Wolf, os maiores rivais de pilotagem da equipe Star Fox. Não perdendo tempo, Andross envia seus exércitos para um ataque em massa a todos os planetas de Lylat e vai dominando um a um até chegar a Corneria, e é nesse momento que a equipe Star Fox entra em ação e você, jogador, começa a sua aventura.

Novo Sistema de Jogo                                                                                   

Star Fox 2 possui muitos elementos diferentes de sua versão anterior. A primeira é a questão da jogabilidade, que apresenta uma qualidade infinitamente superior ao seu antecessor. A segunda é que você não segue um caminho linear como no 1º jogo: você segue o caminho que desejar no mapa para completar as missões. Essa versão também apresenta alguns elementos de estratégia em tempo real, que possibilitam uma melhor escolha de rotas, áreas para atacar inimigos e planetas em ataques emergentes que você terá que salvar. As lutas contra chefes e subchefes não acontecem somente em finais de fase e você irá encontrá-los em vários momentos do jogo. Em várias ocasiões no mapa, sua nave será perseguida por inimigos, o que irá gerar confrontos como, por exemplo, contra a equipe Star Wolf.

Novos Personagens                                                                                       

Agora todos os personagens de Star Fox possuem características próprias em suas diferentes naves. Os dois novos personagens Miyu e Fay (um lince e uma simpática poodle com um laço enorme na cabeça… para agradar as meninas também, ué!) são pilotos de uma classe mais leve chamada “Light Fighter”, mais rápidos, porém com baixa resistência em ataques inimigos e poder de fogo relativamente fraco. Peppy e Slippy já são da classe “Heavy Bomber” e têm um grande poder de fogo e resistência, mas por outro lado, possuem uma péssima velocidade e difícil desvio contra ataques inimigos. Fox McCloud e Falco são os pilotos da classe principal do game, a chamada “Arwing Fighter”, que obviamente, é a mais equilibrada em todos os aspectos.

Naves Robôs                                                                                                   

De todas essas novidades a que mais chamou minha atenção foi a possibilidade de transformar sua nave em um robô. Em determinados momentos do jogo você poderá percorrer a fase em modo terrestre, onde a nave se transforma em um veículo bípede que corre desenfreado para frente enquanto destrói os alvos em potencial que vão aparecendo. Isso ficou meio parecido com “Transformers” e realmente me chamou atenção, ainda mais em um game destinado a uma plataforma 16 bits. A jogabilidade muda completamente, responde bem e é muito intuitiva, algo não visto em mais nenhum game da franquia.

Batalha em Tempo Real                                                                                 

Ainda não terminou pessoal, tem mais novidades e essa é justamente sobre o elemento chamado “batalha em tempo real”. Enquanto você estiver em determinadas missões, outras lutas e ataques estarão ocorrendo em tempo real em outros locais do mapa. Por exemplo, se você estiver em uma missão e no mapa perceber que Corneria está sendo atacada e não fizer nada, receberá o clássico GAME OVER. Existe um demonstrativo de danos em porcentagem que é exibido no mapa, e se essa porcentagem chegar a 100%, isso significa que Andross conseguiu vencer. E se você ainda assim, achar muito fácil derrotar o vilão, existe a opção de se escolher o nível de dificuldade! Eu aconselho o modo expert, que propõe um desafio muito bom àqueles que já terminaram a aventura pelo menos uma vez.

Veredito Final                                                                                                

Star Fox 2 é um jogão! Infelizmente a Nintendo perdeu a oportunidade de deixar um grande marco na história não lançando este jogo oficialmente no SNES, pois ele teria feito um sucesso estrondoso sem a menor dúvida. Esse é justamente o meu lado crítico. Mas depois de quase 20 anos depois ela acertou relançando esse jogo para o Mini Snes como algo inédito e merece aplausos. E você deve estar se perguntando agora: Onde consigo jogar isso? Só baixar aqui pessoal e rodar no seu emulador de Snes predileto – Download Star Fox 2 
Boa jogatina! E fico por aqui! Grande abraço e não deixe de comentar!

Curiosidades                                                                                                     

  • Em uma entrevista à revista Nintendo Power o nosso querido Shigeru Miyamoto disse que tirou 30% das ideias de Star Fox 2 e utilizou em Star Fox 64.
  • O programador de Star Fox 2 Dylan Cuthbert trabalhou na versão de Star Fox Command, para Nintendo DS.
  • Matthew Shirts, o ex-editor chefe (O CHEFE) da Super Game Power em entrevista para o site da Uol no no passado, comentou como foi publicar Star Fox 2 na capa da revista e o jogo jamais ter sido lançado.
  • Outros jogos com o Chip FX foram cancelados pela Nintendo. São eles: Comanche e Fx Fighter.
  • No Mercado Livre você encontra alguns malucos que transferiram a ROM do PC traduzida para o inglês e sem bugs para um cartucho e assim você pode jogar no seu Super Nintendo com chip FX 2 e tudo.
  • O grupo que traduziu o jogo para o inglês conseguiu acesso ao código-fonte do jogo, e nele, descobriu que Star Fox 2 teve início de criação em meados de abril de 1994.
www.000webhost.com